11. Espaços Culturais_Museus e outros espaços

Depois de alguma reflexão decidi começar a escrever neste meu espaço sobre alguns museus sob forma de dar a conhecer um pouco sobre estas instituições privilegiadas de saber.

Mas porquê instituições museológicas?

Simplesmente porque os museus são espaços físicos que outrora gozavam de inúmeros visitantes o que não acontece nos dias que correm, pois tornaram-se espaços frios sem qualquer vínculo efectivo entres estes e os demais públicos.

Os museus, em geral, necessitam de relançar novas ideias e tornar as visitas ainda mais agradáveis apelando à participação da comunidade a que pertence. Torna-se imperativo que as instituições museológicas mantenham o seu contributo privilegiado para o enriquecimento, sobretudo de jovens. Para tal, é necessário criar acções pedagógicas de cariz não formal para atrair esses mesmos públicos, tornando a frequência ao museu algo agradável mas sempre com o intuito de aprendizagem.

Surge, então, o Serviço Educativo do Museu como uma oportunidade de promover actividades integradoras do saber podendo ser uma estratégia promotora de sucesso, uma vez que poderá integrar um carácter mais lúdico e prático na efectiva aquisição e partilha de saberes.

É neste campo, que os museus muitas vezes falham, seja porque motivos forem as actividades do serviço educativo nem sempre conseguem concretizar os objectivos a que se propõem caindo numa rotina que leva a que o museu fique sem os visitantes pretendidos tornando-os também espaços que ninguém quer visitar porque “são uma seca” ou “não se faz nada lá dentro”.

Existem profissionais capazes de dar resposta aos anseios de potenciais visitantes tornando as actividades e as ofertas do serviço educativo mais apelativas e que vão de encontro directo com o que realmente os visitantes procuram; o único problema é que esses profissionais não são de todo contratados para esses serviços.

Assim, neste espaço apresentarei alguns museus com as suas actividades esperando que os visitem pois estes lugares existem para servir uma população e dotá-la de conhecimento visual deveras importante para a interiorização da história de um povo, de um lugar. Paralelamente, farei algumas apreciações pessoais acerca destes instrumentos que estão à nossa disposição e que nem por isso os utilizámos.


 
%d bloggers like this: